FAQ

Perguntas Frequentemente Enviadas

O que se entende por cogeração?

A cogeração é a produção simultânea de energia elétrica e térmica a partir da exploração máxima da energia primária (gás natural ou biogás), através de sistemas que garantem a eficiência energética máxima e não dissipam no ambiente, mas recuperam e valorizam o calor produzido pelo motor endotérmico (ou turbina).
Produzir energia elétrica através de uma planta de cogeração é vantajoso em relação à aquisição da rede, ainda permite desfrutar o calor derivado dos processos de resfriamento do motor: a água quente pode ser emitida diretamente no ciclo de produção e utilizada para aquecer os ambientes, enquanto o calor elevado das fumaças de descarga pode ser utilizado para obter vapor ou água superaquecida, para aquecer o óleo diatérmico ou para outras necessidades.
A cogeração reduz os custos da energia em até 30% e melhora a imagem das empresas, contribuindo ainda com o alcance de um sistema ecossustentável, em sintonia com as diretrizes europeias e nacionais e com os objetivos mundiais de salvaguarda do ambiente.

O que se entende por "flare gas"?

“Os poços petrolíferos são caracterizados pela presença natural de gás, em especial metano, que resulta no estado líquido quando é misturado ao petróleo, tornando-se depois gasoso enquanto se aproxima da superfície. Isto representa um problema durante as extrações petrolíferas e também para o ambiente, porque saindo sob pressão, pode saturar a área extrativa.
Na prática, se trata de “metano de descarte”, que reside no subsolo onde é sujeito a fortes pressões; o gás é misturado ao petróleo em uma mistura de hidrocarbonetos líquida, formada também por outros gases, como butano e propano. Nas profundezas do terreno está no estado líquido, mas quando se aproxima da superfície e a pressão diminui, o metano volta ao estado gasoso. Se a planta não estiver equipada para o tratamento e, assim, à valorização do descarte, este último sai para atmosfera, onde deve ser queimado para que não sature a área em volta ao poço, evitando assim o risco de explosões não controladas.”

Como valorizar o "flare gás"?

O desperdício deste gás é enorme, assim como são enormes os danos a nível econômico e ambiental: o flare gas apresenta, de fato, também um forte impacto sobre o ecossistema, se se pensa que queimando no ar 5% do metano extraído pelos poços petrolíferos em um ano são emitidos na atmosfera as mesmas quantidades de dióxido de carbono produzido por mais de 80 milhões de veículos de média cilindrada.
O flare gas pode se tornar uma grande oportunidade se controlado e gerenciado, em especial, explorando-o para a alimentação de plantas cogeradoras.

O que a cogeração permite obter a partir do "flare gas"?

A cogeração é a tecnologia ideal para transformar o flare gas de um problema a um recurso: é possível transformar o flare gas em energia elétrica, a ser utilizada para as exigências dos locais de extração (em particular, as centrais de bombeamento, tanto do gás quanto do petróleo), enquanto o excedente é inserido na rede nacional e energia térmica, utilizada para uma primeira separação do petróleo in sito e para mantê-lo fluido facilitando as operações de bombeamento.

A cogeração nas minas de carbono: de que modo é possível?

Durante a atividade de extração nas minas de carbono se desenvolve gás metano que, por razões de segurança e pela oportunidade econômica a ser criada, pode ser vantajosamente utilizado através da cogeração. Partindo deste princípio, está aumentando a atenção das empresas de extração voltada para as plantas de cogeração.